Tesouraria 2.0 – Novas rotas tecnológicas

Tesouraria 2.0 - Novas rotas tecnológicas

O setor de tesouraria é o responsável por administrar todos os recursos de uma empresa. Com a evolução dos processos nas organizações, o ambiente empresarial tem ficado cada vez mais competitivo e a tesouraria não poderia ficar de fora destas mudanças. O setor tem buscado aperfeiçoar cada vez mais a sua produção com as melhores práticas de realização das rotinas.

Tesouraria + Tecnologia = Inovação e Eficiência

O uso da tecnologia é um fator chave para agilizar os processos de tesouraria, e sua escolha pode afetar a eficácia da sua gestão. Atualmente, os sistemas de tesouraria permitem a centralização dos dados, visualização do caixa e mitigação de risco. Isso melhora os relatórios, aumenta os controles e agiliza as rotinas.

Mas ainda assim há muitas atividades rotineiras que ainda são realizadas de modo pouco eficaz. Buscando reverter este quadro, as empresas estão buscando soluções inovadoras para a Tesouraria, adotando recursos avançados de tecnologia.

Podemos observar que as tendências de tecnologia para Tesouraria estão focadas em automação de transações e eliminação de atrasos decorrentes das operações diárias.

Isso foi possibilitado com o avanço das novas tecnologias, como a inteligência artificial, aprendizado de máquinas, automação de processos robóticos e análise preditiva. Além de automatizar completamente as tarefas críticas do dia a dia da tesouraria, as soluções tecnológicas ajudam as equipes numa tomada de decisão mais precisa.

Neste contexto, vamos destacar as principais tendências tecnológicas observadas para as áreas de Tesouraria.

Previsão de micro-caixa de alta precisão com Predictive Analytics

Uma previsão de caixa imprecisa sempre acontece em equipes que ainda dependem de planilhas, sistemas bancários e/ou tecnologia obsoleta. Por isso, uma vantagem das tecnologias mais recentes é a  previsão de caixa precisa, diminuindo os custos de empréstimos e melhorando a liquidez através de análises preditivas.

Reconciliação de dinheiro em tempo real e lançamento usando Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial amadureceu para os principais ramos da economia e ganhou espaço nas empresas pela sua capacidade de evitar erros e proporcionar recursos incapazes de serem feitos manualmente. De acordo com uma reportagem da revista Wired, a Hyundai Motors, por exemplo, conseguiu reduzir o tempo de produção de seus carros em 20% adotando sistemas de inteligência artificial.

Ativando a colaboração digital com parceiros comerciais usando o poder das redes

As redes digitais tem um mercado de alcance ilimitado, são inteligentes e organizadas. As tecnologias digitais oferecem novas oportunidades para alcançar novos públicos, atingir com precisão determinados segmentos e oferecer soluções mais abrangentes.

Entre as vantagens da tecnologia digital, se pode citar o armazenamento de voz – convertendo a voz para forma digital, é possível armazená-la em um disco ou na memória do sistema. Isso permite uma grande facilidade e rapidez para correio de voz, entre outros. O poder das redes digitais é de grande influência e proporciona à tesouraria ativar a colaboração digital com seus parceiros comerciais.

Redução dos custos com operações bancárias sem afetar seu relacionamento com o seu parceiro financeiro

A automação bancária colocou os serviços a favor dos clientes e dos processos internos financeiros. Por meio da automação, é possível oferecer serviços mais ágeis e de qualidade para os clientes, sem a necessidade ou com o mínimo  de intervenção humana.

Esses serviços ágeis auxiliam não só as pessoas individualmente, mas também as equipes e os grandes líderes de tesouraria a ter um panorama completo de serviços, tarifas, taxas e limites de crédito. Isso possibilita negociar a melhor posição sem afetar o relacionamento bancário.

Condução de adoção de pagamento eletrônico com ferramentas inteligentes de gerenciamento de campanhas

A adoção de ferramentas de gerenciamento de campanhas para pagamento eletrônico é um meio muito eficiente e preciso que está sendo adotado para controlar a saída do dinheiro. São ferramentas com interfaces simples e de fácil entendimento.

Os pagamentos bancários podem ser programados para execução em uma única operação, auxiliando o gerenciamento do fluxo de caixa e proporcionando maiores detalhes sobre os pagamentos realizados. Por exemplo, sistemas eletrônicos de pagamento utilizados em serviços bancários de módulos financeiros.

Conclusão

As tendências tecnológicas de tesouraria proporcionam à equipe um melhor ambiente de trabalho e formas mais ágeis de realizar as operações. Através das últimas tecnologias, cada vez mais atividades complexas vão sendo executadas de forma simples.

Ficar por dentro do mundo digital é fundamental para todo gestor de tesouraria, pois através deste é possível se atualizar e adotar sempre os melhores recursos e ferramentas para auxiliar nas tarefas de uma organização.

Para maiores informações, veja aqui a íntegra do estudo.

Sobre o autor Ver todos os artigos Site do autor

Manuela Soares